24 de mai de 2015

Passeio pelo Quartier Montorgueil e Les Halles


Um Mergulho na História de Paris

Montorgueil é um dos bairros mais antigos da cidade, que fica nos 1er e 2eme. 



Um passeio pelo bairro


Église Saint-Eustache


Construída no início do século 16, essa magnífica igreja é uma mistura dos estilos gótico e renascentista. Foi reconstruída em 1844, após um incêndio.


Forum des Halles

Les Halles era um enorme mercado popular que funcionou durante 8 séculos, até se mudar para Rungis em 1969. 

No seu lugar foi construído o Centro comercial inaugurado em 1979. Ele está em obras até 2016.





Rue Montorgueil

créditos foto: Jean Christophe Benoist
Rua para pedestres, é o coração comercial do bairro. Aqui estão algumas lojas dentre as mais antigas de Paris: 

No número 38 está "L'Escargot Montorgueil", que no século 20 era o restaurante preferido de Proust, Dali e Sarah Bernhardt. 

No número 51, está a confeitaria mais antiga da cidade, a Boulangerie-Pâtisserie Stohrer, 



Em frente à patisserie, fica a Rue Mary Stuart, que ficava fora da Paris, e para onde as prostitutas foram "expulsas" por uma lei do rei Saint-Louis, de 1256, que proibia a prostituição na cidade.

Ao atravessar a Rue Etienne Marcel, você está fora da Paris do século 13, que era protegida pela muralha Philippe Auguste. No número 20 dessa rua, você encontra vestígios dessa muralha, na Tour Jean sans Peur.


Na Rue du Caire, entre na Rue Dussoubs. A casa no número 23, foi uma das mais famosas "maison closes" (casa de prostituição) do século 18. Era aí que "trabalhava" a Condessa du Barry, antes de se tornar a amante do rei Louis XV.

Na Rue Dussoubs, no número 8, está a Passage du Grand Cerf, (fechada aos domingos), uma das famosas Passagens Cobertas de Paris.



Place des Innocents

Nessa praça ficava o cemitério des Innocents.  Depois de um afundamento macabro do solo em 1780, ficou decidido que os cemitérios ficariam fora da cidade. Então foram construídos os cemitérios du Père Lachaise, de Montmartre e de Montparnasse. Todos os ossos desse cemitério foram colocados nas Catacombes de Paris.




Rue de la Ferronnerie

Na altura do número 11 dessa rua, se encontra uma placa indicando o local exato que, em 14 de maio de 1610, o rei Henri IV foi assassinado por Ravaillac.







Veja Também












21 de mai de 2015

As Estátuas da Liberdade em Paris


Existem pelo menos 3 estátuas da Liberdade em Paris, réplicas exatas do famoso monumento de Nova York, do escultor francês Frédéric Auguste Bartholdi.


No Jardin du Luxembourg, no 6eme


Apresentada na Exposição Universal de 1900 e depois oferecida por Bartholdi ao Museu de Luxembourg, e colocada no Jardin du Luxembourg em 1905.




Na Île aux Cygnes, 15eme


É a mais conhecida, fica na ponta oeste da Île des Cygnes, inaugurada em 1889.




No Musée des Arts et Métiers, no 3eme


Doada pela viúva do escultor, após a sua morte em 1904. Nesse museu estão também duas maquetes explicando a construção da cabeça da estátua, um esqueleto metálico desenhado por Gustave Eiffel.




A Chama da Liberdade



Place de l'Alma. Essa escultura dourada é a réplica da chama da estátua da Liberdade. "La Flamme de la Liberté" foi doada à cidade para comemorar o centenário do jornal "The International Herald Tribune", em 1987.  Desde a morte da princesa Diana e, 1997, no túnel logo abaixo, se tornou local de homenagens à Lady Di.






Veja Também












17 de mai de 2015

Centre Georges-Pompidou, Paris


Centre Pompidou ou Beaubourg


Em uma arquitetura única, é uma construção virada do avesso, tudo fica à mostra: escadas rolantes, elevadores, tubulações, vigas de aço. 

Aqui fica o Museu de Arte Moderna da cidade, com uma das mais importantes coleções de arte moderna e contemporânea do mundo. 

Inaugurado em janeiro de 1977, recebe mais de 5 milhões de visitantes por ano. Atualmente acolhe mais de 100.000 obras e importantes galerias de exposições temporárias, salas de espetáculos e cinema, e uma biblioteca.

« Beaubourg Montmartre » par Piero d'Houin 
O espaço é dividido em áreas amplas e outras estreitas (aonde ficam as obras de tamanho menor). Os quadros estão sempre mudando pois o Pompidou empresta obras a outros museus. 


Biblioteca 



A Bibliothèque Publique d'Information, BPI, conta com 370.000 volumes. São 10.000 m2 divididos em 3 andares. Horário: das 11 às 22 horas. Fechada às terças-feiras e feriados. Aberta aos domingos.19, Rue Beaubourg. Entrada gratuita.


Le Georges

No 6° andar, o restaurante Le Georges, de onde se desfruta uma linda vista da cidade.







Place Stravinsky


Pequena praça ao lado do museu, feita para apresentar esculturas e móbiles de Jean Tinguely, que se movimentam.



Centre Pompidou

Place Georges Pompidou. Metrô: Rambuteau, Chatelet, Hotel de Ville
Ônibus 21, 29, 38, 47, 58, 69, 70, 72, 75, 76, 81, 85, 96
Aberto das 11 as 22 horas. sábados e domingos das 10 as 22 horas. Fechado nos feriados. 
Adultos: 13 euros 
Somente para o terraço panorâmico: 3 euros





Veja Também