20 de ago de 2010

Galerias e Passagens Cobertas de Paris

Galerie Vivienne

Você não deve deixar de visitar as galerias e passagens cobertas de Paris, lugares que tornam essa cidade ainda mais charmosa!  A maioria foi construída no século XIX e aproximadamente umas vinte ainda resistem ao tempo.

A maior parte se encontra na margem direita do Sena, no quartier do Palais Royal e do Museu do Louvre, dentro dos limites de Paris antes da sua extensão de 1860, principalmente perto do Grandes Boulevards.


Elas protegiam os pedestres da chuva, dos cavalos e das carruagens. Paris contava com 150 passagens cobertas nos anos 1850 e esse modelo foi copiado por várias outras cidades da França.
Os trabalhos de Haussmann, abrindo os bairros para formar grandes avenidas, e o surgimento das grandes lojas, contribuiu para o desaparecimento da maior parte dessas antigas passagens.

A maioria delas fecha nos finais de semana e feriados. Descubra os encantos de cada cantinho de Paris e aventure-se nessa verdadeira viagem no tempo.

Visitas Guiadas

Existem visitas guiadas. O passeio custa 10 euros por pessoa, saindo do Palais Royal http://www.billetreduc.com/127314/evt.htm



Galerie Véro-Dodat


A galeria Véro-Dodat é uma passagem coberta situada no 1 arrondissement, entre a rua Jean-Jacques-Rousseau e a rua do Bouloi. Data de 1826 e é inscrita monumento histórico. Com seu piso de ladrilhos pretos e brancos, pequenas lojas alinhadas sob lâmpadas a gás, um teto envidraçado, é um passeio agradável. 

Essencialmente galerias de arte e lojas de decoração. No número 19 o restaurante Véro-Dodat, no número 35 a brasserie " Le Café de l' époque", a loja do especialista de bonecas antigas, Robert Capia, a loja de brinquedos antigos, a livraria Gauguin, a loja Luthier, etc... Quartier Les Halles. Começa no número 19, rue Jean-Jacques-Rousseau e termina no 2, rue du Bouloi. Tem 80 m de comprimento e 4 m de largura.


Passage Bourg-l'Abbé


A passagem du Bourg-l’Abbé fica no 2 ème arrondissement, entre a rua Saint-Denis e a rua de Palestro.

Construída em 1828 entre a passage du Grand-Cerfe e a passage de l'Áncre , a passagem Bourg-l'Abbé é hoje a sombra da sua grandeza passada. Na foto acima, um "termômetro" que informa como esta o tempo. Tem 47 metros de comprimento. Na época da construção do Boulevard Sébastopol, ela perdeu uma parte. Acessos pela rue de Palestro 3 e pela rue Saint-Denis 120.



Passage du Caire


Possui três entradas: 239 rue de Saint Denis, 44 rue du Caire e rua d' Alexandria que correspondem às três galerias: Saint-Denis, Sainte-Foy e galeria do Cairo. 
Fica no 2e arrondisement, quartier de Bonne-Nouvelle. É a passagem mais longa de Paris, com 360m de comprimento e 2,6 de largura. Foi construída em 1798.



Le passage de Choiseul


No número 62, é o acesso ao teatro des Bouffes Parisiens. Aberta de segunda-feira a sábado das 7 as 21 horas.

Situada no 2eme arrondissement, entre a rue des Petits-Champs e a rue Saint-Augustin . Quartier(s) Gaillon. Começa na rue des Petits-Champs, 40 e termina na rue Saint-Augustin, 23.  


Tem 190 m de comprimento e 3,9 de largura. Após um ano de renovação e limpeza, foi reinaugurada em 25 de junho de 2013.



Galeria Colbert



Foi construída em 1826 para fazer concorrência à galeria Vivienne. Vizinha desta última, ela não fez tanto sucesso.  Fechada em 1975, foi reaberta dez anos depois, bem parecida com o seu projeto original. Uma das grandes atrações é o Le Grand Colbert, um dos restaurantes mais famosos de Paris.



Passage du Grand Cerf


Construida em 1825, fica no 2eme. Começa na Rue Saint-Denis e termina na Rue Dussoubs. Tem 117 m de comprimento e 3 m de largura.



Le passage des Panoramas



Também fica no 2e arrondissement, entre o Boulevard Montmartre e a rue Saint-Marc . É um dos principais locais de comércio de selos da cidade. Conhecida por ter tido os bares que concentravam artistas de teatro da cidade.

Até hoje o meio teatral faz parte da Passagem Panoramas, pois lá fica a entrada de artistas do Théâtre des Variétés. Bares, restaurantes e bistrôs, além de um charmoso salão de chá, também atraem muitas pessoas ao local.



Passage du Ponceau


Situada entre o número 212 da rua Saint-Denis e o número 119 do Boulevard de Sébastopol. Tem92m de comprimento e 2,5 de largura. Foi aberta em 1826.


A passagem des Princes

Situada no 2eme arrondissement, liga o Boulevard des Italiens à rue de Richelieu. Foi inaugurada em 1860 com o nome de passagem Miras.



Apesar das transformações de Paris operadas pelo barão Haussmann, que fizeram desaparecer de numerosas passagens, uma deliberação de 3 de Setembro de 1860 autorizou a abertura desta passagem. Foi a última passagem coberta construída.




Galeria Vivienne



Situada no 2eme arrondissement. Mede 176m de comprimento e 3m de largura. Inscrita como monumento histórico em 7 de Julho de 1974. As fachadas dos edifícios são: 4, rue des Petits Champs, 5-7, rue de la Banque, 6, rue Vivienne.


Fica pertinho do Palais Royal e é um luxo. Criada no século 19, em 1823, a Vivienne tem decoração neoclássica, com o chão coberto por mosaicos assinados pelo italiano Gian Domenico Facchina.



Uma das grandes atrações é a loja de Jean Paul Gaultier. Vale uma foto! Outra parada obrigatória é a livraria Siroux, aberta no começo do século 19 e frequentada pela escritora francesa Colette.

Esta passagem teve um sucesso considerável até o fim do Segundo Império. A escada monumental do número 13 conduz à antiga residência de Vidocq (1775-1857, ladrão, soldado, desertor, falsário, prisioneiro condenado a trabalhos forçados, rei das fugas, espião, chefe de uma brigada especial da polícia de Paris e fundador da primeira agência particular de informações).





Le passage Vendôme



No 2eme arrondissement, entre a Place de la République e a rue Béranger. Mede 57 m de comprimento e 4 de largura. Quartier Enfants-Rouges. Foi construída em 1827.


Le passage du Havre




10 rue du Havre, Métro: Havre-Caumartin, Saint-Lazare


No 9eme arrondissement, próxima a Gare Saint Lazare. Começa na rue de Caumartin 69, e termina na rue Saint-Lazare, 109. Mede 115 m de comprimento e 3,65 de largura e tem 40 boutiques. Foi construída em 1845.


La galerie de la Madeleine



Situada no 8eme arrondissement, entre o número 9 da Place de la Madeleine e o número 30 da rue Boissy-d'Anglas. Quartier Madeleine. Mede 53m de comprimento e 4 de largura.



Le passage Puteaux


Fica no 8eme arrondissement, entre a rue de l'Arcade e a rue Pasquier. Inaugurada em 1839, a passagem Puteaux foi construída perto da futura Estação Saint-Lazare, que devia ser construída até a rua Tronchet.



Le passage Jouffroy

No 9eme arrondissement, entre o Boulevard Montmartre e a rue de la Grange-Batelière. É uma das mais movimentadas de Paris, foi a primeira construída em ferro e vidro.


Sua construção data de 1836, mas em 1978 ela passou por uma reforma completa. No local há uma livraria especializada em cinema. Lá também fica a segunda entrada do museu de cera Grévin. Começa no 10, Boulevard Montmartre, e termina no 9, rue de la Grange-Batelière. Seu comprimento é de 140 m e a largura, 4m.



Passage Verdeau



No 9eme arrondissement, entre a rue de la Grange-Batelière e a rue du Faubourg-Montmartre . Começa na rue de la Grange-Batelière, n° 6, e termina na rue du Faubourg-Montmartre, n° 31. Mede 75m de comprimento e 3,75 de largura.


Pouco conhecida, a Verdeau compensa a falta de “fama” com o fato de ser uma das mais arejadas da cidade. Tem lojas especializadas em aquarelas, restauração de fotos, móveis antigos, bistrôs e bares.



Passage Brady


 

Uma das duas passagens do 10eme arrondissement. Foi construída em 1828. Inscrita como monumento histórico desde 7 de março de 2002.

Quartier Porte-Saint-Denis, Porte-Saint-Martin. Começa na rue du Faubourg-Saint-Martin 43 e termina na rue du Faubourg-Saint-Denis 46. Mede 216m de comprimento e 3,5 de largura.




Passage du Prado


Situada no 10eme arrondissement. Quartier Porte-Saint-Denis. Começa no Boulevard Saint-Denis, e termina na rue du Faubourg-Saint-Denis. Foi construída em 1785. Mede 120 m de comprimento e 4 de largura.





Veja também:

Gares de Paris, RER, Transportes
Mapa Aeroporto Charles de Gaulle e Seus Terminais
Mapa Aeroporto Orly e Seus Terminais

Regiões e Departamentos da França

Paris Iluminada no Natal
Ano Novo Chines em Paris
Paris para Crianças
La Défense
Paris à Noite
Les Halles, Chatelet et Beaubourg
Tuileries
Opéra e Madeleine
Chaillot e Trocadero
Tour Eiffel e Invalides
Reveillon em Paris
Paris para os Apaixonados
Montmartre
Av. des Champs Elysées
Quartier Latin
Bouquinistes, Brocantes, Mercados em Paris
Cemitérios de Paris
Île de la Cité
Île Saint Louis

Montparnasse
Marais

Pontes de Paris
Igrejas de Paris
Museus de Paris

Páscoa na França
Strasbourg
Mercados de Natal na França

Giverny
Rueil Malmaison
Versailles

Vale do Loire
Plages de Debarquement
Saint Malo
Cancale
Mont Saint Michel


Lourdes
Saint Jean Pied de Port
Caminho de Santiago na França

Culinária Francesa

As Patisseries de Paris
Os Pães e as Boulangeries
O Melhor do Chocolate em Paris
Pratos Preferidos dos Franceses
Queijos
Vinhos
Músicas Francesas
Saudações
Pedindo Informações
Ao Telefone
Fazendo Compras
No Médico
Mais Frases Úteis
Tempo, Hora e Data
Amor e Paquera
No Trabalho
Datas Especiais, Mensagens de Aniversário e Natal
Viagem
Correspondência
Ditados Populares e Expressões em Francês
Conversando e Expressões em Francês

Doce França e Paris - Dicas de Viagem


Um comentário:

  1. Nossa, um charme estas passagens. Quero ver se conheco pelo menos uma.

    ResponderExcluir