8 de jan de 2014

Museus em Paris



Em Paris respira-se história e cultura. Falo aqui um pouco de alguns dos muitos museus espalhados pela cidade.




Museu do Louvre


Metro: Palais Royal ou Louvre, Ônibus: 21, 27, 39, 48, 68, 69, 72, 75. A partir de 2014, NÃO É MAIS GRATUITO no primeiro domingo do mês (entre abril e outubo)
(Ver mais detalhes: Museu do Louvre

É o museu mais visitado do mundo. Foi construido em 1190 como fortaleza para a proteção de Paris dos ataques dos vikings. 
No subsolo pode-se ver os fossos medievais, base das torres e o apio da ponte levadiça.

Depois, Francisco I ergueu no local uma construção renascentista.
Quatro séculos de reis e imperadores reformaram e ampliaram a estrutura original. Foi aberto para visitação pública em 1793, depois da Revolução Francesa.

Em 1989, foi acrescentada uma pirâmide de vidro no pátio que dá acesso à entrada principal.

Da entrada principal, sob a pirâmide, saem corredores na direção de cada ala do museu. As obras estão expostas em 4 andares e estão reunidas por país de origem.
 
Seu acervo é composto de coleções de pinturas européias de 1400 a 1900, esculturas, antiguidades orientais, egípcias, gregas, etruscas e romanas.

Está dividido em alas: Ala Richelieu, Ala Sully, Ala Denon. As obras mais famosas do seu acervo são:
 
A Venus de Milo, estátua do período helenistico, final do século 2 AC, que foi encontrada em 1820 na ilha de Milo, na Grécia
A Mona Lisa (La Gioconda), de Leonardo da Vinci, pintado em cerca de 1504.

O Código de Hamurabi, um dos mais antigos conjuntos de leis, elaborado por volta de 1.700 AC.

O Museu oferece vários restaurantes, cafés e livrarias:

- Café de la Pyramide
- Cafétéria de la Pyramide
- Café du Louvre
- Restaurant du Grand Louvre
- Comptoir Mezzanine Richelieu (venda para viagem)
- Comptoir Mezzanine Denon (venda para viagem)
- Café Richelieu
- Café Mollien 
- Starbucks Coffee Allée du Grand Louvre
- Café Marly

• Livraria-boutique do museu - Uma das maiores livrarias de arte da Europa, com publicações em vários idiomas, CD-Roms, vídeos, etc...


Evite Filas! 

Compre Aqui o seu ingresso online! ou
Musée D'Orsay

1 Rue de Bellechasse, Metro Solferino, Onibus 24, 68, 69, 84
www.musee-orsay.fr Entrada grátis no primeiro domingo do mês

Antiga estação de trem construída para a Exposição Universal de 1900, juntamente com um hotel, está desativada desde o início dos anos 60, abriga o lindo museu desde 1986 e expõe nos seus 3 andares obras de arte do período de 1848 até 1914.

No térreo estão as obras de meados e final do sec XIX.
No segundo andar, arte decorativa em Art Noveau e pinturas e esculturas do final do sec XIX ao início do sec XX. O último andar exibe notável coleção de arte impressionista e neo-impressionista. Obras de Monet, Renoir, Paul Cezanne, Van Gogh, Degas, Manet. Programa imperdível.

Evite Filas! Compre aqui o seu ingresso!
ou Cruzeiro pelo Sena + Musée D'Orsay



Petit Palais


Avenue Winston-Churchill, 8ème arrondissement
Metro: Champs-Elysées-Clemenceau
Onibus: 28, 42, 49, 73, 80 

Aberto todos os dias das 10 as 18hs. Fechado as segundas-feiras e feriados

Construído para a Exposição Universal de 1900 e inteiramente renovado em 2005, o Petit Palais oferece um panorama artístico da Antiguidade até o século XX: coleções antigas e medievais, peças preciosas da Renascença francesa e italiana, pinturas holandesas, obras do século XVIII, pinturas e esculturas francesas do século X.





Maison de Victor Hugo

6, Place des Vosges, 4ème arrondissement
Metro Bastille, Saint-Paul, Chemin VErt/Onibus: 20,29, 65, 69, 91, 96. Aberto todos os dias das 10 as 18hs. Fechado as segundas-feiras e feriados. 

O poeta, romancista e dramaturgo morou no segundo adar do Hotel de Rohan-Guemenée de 1832 a 1848. Foi lá que escreveu Os Miseráveis e terminou outras grandes obras.







Maison de Balzac

47, Rue Raynouard, 16ème arrondissement, Metro La Muette ou Passy
Onibus: 32, 52, 70, 72 
www.balzac.paris.fr


Aqui Balzac morou sob o falso nome de Monsieur de Brugnol, para escapar dos seus credores. Há também uma porta nos fundos para evitar visitantes indesejados. Foi nesta casa que Balzac escreveu algumas de suas obras de 1840 a 1847. Muitas lembranças pessoais do escritor: quadros, gravuras, e manuscritos originais. A sala Madame Hanska é em memória a essa mulher que se correspondeu com ele durante 18 anos e que se tornou sua esposa 5 meses antes da sua morte (em 1850).






Memorial dos Mártyres e da Deportação. Gratuito

Square de l'Ile de la Cité (atrás da Notre Dame), Metro Cité
Aberto das 10 ao meio-dia e das 14 as 17 horas.


Simples e moderno, memorial em homenagem aos 200 mil homens, mulheres e crianças francesas deportadas para os campos de concentração nazistas durante a Segunda Guerra. 


Tem nas paredes os nomes do campos de concentração e um pouco da terra trazida de cada um, formando pequenos túmulos.

Esse museu, que fica em uma das mais bonitas praças de Paris, apresenta objetos pessoais e reconstitui a sua vida em 3 períodos dominantes: antes, durante e após seu exílio (de 1852 a 1870).










Crypte Archéologique du Parvis de Notre-Dame




Place Jean-Paul II, Parvis de Notre-Dame, 4ème arrondissement
Metro Cité ou Saint-Michel, Onibus: 21, 24, 27, 38, 47, 85, 96
Aberto todos os dias de 10 as 18 hs. Fechado segundas-feiras e feriados


Vestígios arqueológicos no coração histórico de Paris. O visitante volta no tempo vendo os vestígios do local aonde começou a cidade. Foi descoberto em escavações feitas entre 1965 e 1970.





Musée Rodin



79 rue de Varenne, 7ème, Métro Varenne - Onibus 69, 82, 87, 92

Situado no meio de um lindo jardim arborizado de mais de 3 hectares, esse museu apresenta algumas das obras mais célebres de Rodin: o Pensador, o Beijo, As Portas do Inferno, Les Bourgeais de Calais (Burgueses de Calais)....



Dentro da casa, várias obras de Camille Claudel, que foi sua musa. Para quem leu o livro, viu o filme, ou sabe da história de "Camille Caudel", é uma visita imperdível! Destaque para a escultura "O Beijo", acima. Ver também:Amores Célebres na França



Museu de Cluny




6,Place Paul-Painlevé, Metro Cluny
Onibus 63, 86, 87, 21, 27, 85. Aberto das 9:15 as 17:45. Fechado às segundas-feiras.




Seu nome oficial é Museu Nacional da Idade Média - Termas de ClunyUma mansão medieval com ruínas galo-romanas e uma bela coleção de arte e objetos medievais, exposta nos seus 2 andares. Manuscritos, tecidos, metais preciosos, cerâmicas, esculturas e peças religiosas, entalhes, vitrais.

Termas Galo-Romanas - construidas em 200 AC, Galeria dos Reis - Em 1977, 21 das 28 cabeças de pedra dos Reis de Judá (esculpidas por volta de 1220) foram encontradas durante escavações na Rue de la Chaussé-d'Antin. Ver: Um Passeio pela Paris Medieval




Museu Picasso



Hotel de Salé, 5 Rue de Thorigny. Metro St Sebastien, St Paul - Onibus 29, 96, 75, 86, 87

Picasso viveu a maior parte da vida na França e, como pagamento de impostos, o governo francês recebeu muitas de suas obras. Elas foram reunidas neste museu, inaugurado em 1986 no Hotel Salé, no Marais.




Museu de Arte e História do Judaismo

Hotel de St-Aignan
71, Rue de Temple, 3ème arrondissement. Metro Rambuteau
Aberto das 11 as 18 horas, Fechado aos sábados

Mostra a cultura da comunidade judaica da Idade Média até hoje e a coleção do antigo Museu de Arte Judaica.



Centre Pompidou


Place Georges Pompidou. Metrô: Rambuteau, Chatelet, Hotel de Ville
Ônibus 21, 29, 38, 47, 58, 69, 70, 72, 75, 76, 81, 85, 96
Aberto das 12 as 22 horas
sábados e domingos das 10 as 22 horas. Fechado nos feriados 


Em um edifício virado do avesso, tudo fica à mostra: escadas rolantes,elevadores, tubulações, vigas de aço. É aqui que fica o Museu de Arte Moderna da cidade. Fazem parte do acervo: Picasso, Miró e Pollock, entre outros

Possui mais de 30 mil obras de arte. O espaço é dividido em áreas amplas e outras estreitas (aonde ficam as obras de tamanho menor). Os quadros estão sempre mudando pois o Pompidou empresta obras a outros museus. Compre aqui o seu ingresso e evite filas!





Museu Nacional de História Natural



57 Rue Cuvier, 5èmme arrondissement, Metro Jussieu, Arterlitz
Aberto das 10 as 17 hs

Dividido em Paleontologia (esqueletos e réplicas de vários animais), Mineralogia (pedras preciosas), Entomologia (insetos fossilizados)




Museu do Homem





Palais de Chaillot
17 Place du Trocadero, 16ème arrondissement. 
Metro Trocadero, Aberto das 9:45 as 17:15, Fechado nos feriados



Situado em uma ala do Palácio de Chaillot, mostra a evolução humana através de uma série de exibições antropológicas, arqueológicas e etnológicas.















Museu do Vinho


Rue des Eaux, 5 Square Charles Dickens
16ème arrondissement
Metro Passy


Aberto das 10 as 18 horas de terça-feira a domingo
fechado segundas-feiras e feriados. 



Caves (adegas) medievais usadas pelos monges de Passy, ilustradas por figuras de cera, velhas garrafas e copos de vinho, instrumentos científicos antigos que eram usados no processo de fabricar e engarrafar vinho. Há um bar, um restaurante, boutique e sessão de degustação.





Museu Edith Piaf 
5, Rue Crespin du Gast,11ème, gratuito.


No bairro de Ménilmontant, o museu-associação Edith Piaf tem muitas lembranças da cantora francesa mais conhecida no mundo. 

Situado num pequeno apartamento da rua Crespin du Gast, reune roupas que pertenceram à cantora francesa mais conhecida no mundo, bem como cartazes, cartas, esculturas e fotografias.









Musée Grévin




10, Boulevard Montmartre, Metrô: Les Grands Boulevards

O Museu Grévin é um museu de cera situado no IX arrondissement, com reproduções de cera de personagens famosos. Foi inaugurado em junho de 1882 e teve um sucesso imediato. 

Até o século XVII, era comum após a morte de uma personalidade real, expor uma representação do seu rosto em cera. Assim, a máscara funerária de cera do rei da França Louis XIV por Antoine Benoist ficou famosa. Um século depois, um alemão, Curtius é convidado em Paris pelo príncipe de Conti, para apresentar no Palais Royal uma exposição. 

Sua sobrinha, que o ajudava, não é nada menos que Marie Tussaud, criadora do museu de cera londrino. Durante a Revolução francesa, ela moldou os rostos de Marat, Robespierre e do casal real. Quando o seu tio faleceu, ela se mudou para Londres.


Numerosas cenas da História da França são reconstituídas, como o cativeiro de Louis XVI, Joana d' Arc na fogueira, grandes acontecimentos do XXe século como o primeiro passo do homem na Lua ou a queda do Muro de Berlim. 

Horários- De segunda-feira a sexta-feira: de 10 h 00 à 18 h 30 (chegar até 17h30). Sábados, domingos e feriados : de 10 h 00 à 19 h 00 (chegar até 18h00)


de 23 outubro a 3 de novembro : de 9 h 00 à 19 h 00 (chegar até 18h00). Tarifas:Adulto: 20 €, Estudantes, idosos : 17 €
Criança de 6 à 14 anos : 12 €




Musée Carnavalet




23, Rue de Sévigné, 3ème arrondissement, Metro: Saint-Paul ou Chemin Vert. Onibus: 29, 69, 76, 96
Aberto das 10 as 17:40. Fechado nos feriados

www.carnavalet.paris.fr

É dedicado à história de Paris desde suas origens até os nossos dias, conta a história da cidade através dos séculos . Podemos ver móveis, quadros, esculturas, tudo organizado de forma cronológica. No térreo objetos da Renascença, no primeiro andar, peças do século XVII até a Revolução Francesa.





Catacombes de Paris
 
1, Avenue du Colonel Henri Rol-Tanguy, 14ème.
Metro Denfert-Rochereau. Onibus 38, 68 

Verdadeiro labirinto no coração subterrâneo de Paris, a 20 metros sob a terra, as catacumbas guardam os ossos de mais ou menos 6 milhões de parisienses, transferidos entre o final do século XVIII e meados do século XIX, por causa do fechamento dos pequenos cemitérios da cidade, por causa da insalubridade. Sobre a porta está escrito: Pare! Este é o império da Morte! 


130 degraus para descer e 83 para subir. Temperatura: 14 graus.  Visita em torno de 45 minutos. Desaconselhável para pessoas com problemas respiratórios ou cardíacos.

 

Museu de Notre-Dame de Paris

10 Rue du Cloitre-Notre-Dame, 4ème arrondissement, Metro Cité
Aberto das 14:30 as 18:00

Fundado em 1951, este museu exibe objetos e documentos relacionados aos grandes acontecimentos da história de Notre-Dame. Entre eles estão artefatos galo-romanos, gravuras,entalhes e a mais antiga relíquia de Paris: um cálice de vidro do sec 4.



Museu do Perfume Fragonard (gratuito)
9, Rue Scribe, 9eme.  Metrô Opera.




Em um palacete do século XIX, oferece uma das mais ricas coleções de objetos de perfumaria do mundo, retratando 3000 anos de história e técnicas, da antiguidade até hoje.











Museu do Louvre








Nenhum comentário:

Postar um comentário