15 de abr de 2013

Endereços Curiosos em Paris


Endereços Curiosos em Paris

Quantas vezes temos curiosidade se saber aonde viveu alguém famoso, ou se aconteceu algo fora do comum em uma rua ou praça....?  

Aqui estão alguns endereços que talvez você queira incluir nos seus próximos passeios por Paris


Rue Beautreillis - Marais, 4ème - No número 17, no segundo andar, Jim Morrison viveu seus últimos meses em 1971, e foi encontrado morto dentro da banheira. Metrô Sully Morland
Veja também: Jim Morrison em Paris


17 Rue Beautreillis


13 Place Saint-Michel- 6eme, Metrô Saint Michel. Heitor Villa-Lobos, compositor brasileiro, viveu entre 1923 e 1930.





13, Rue des Beaux Arts - 6eme, Metrô Saint Germain des Pres.




Quarto de Oscar Wilde

L'Hotel, hoje um hotel luxuoso, era um hotel simples (Hotel d'Alsace) onde morreu Oscar Wilde em 30 de novembro de 1900. Foi também cenário do filme Sabrina com Audrey Hepburn.








Rue du Chat-qui-Pêche,(Rua do Gato que Pesca) - 5eme, Metrô Saint Michel Notre Dame. 

É a rua mais estreita de Paris, entre o quai Saint-Michel e a Rue de la Huchette. Ela mede 1,80 de largura por 29 m de comprimento.












Palacete do Duque e da Duquesa de Windsor, no Bois de Boulogne





51, rue de Montmorency - 3eme, Metrô Rambuteau. Casa do famoso alquimista Nicolas Flamel, do século XV. Abriga hoje um restaurante. É a casa mais antiga de Paris (de 1407).





Rue de l'Ecole de Médecine - 6eme, Metrô Cluny. No numéro 20 dessa rua, Charlotte Corday assassinou Marat em 13 de julho de 1793.


Avenue Foch, 16 éme, RER C Av Foch - É a avenida mais larga de Paris, (120 m). É mais larga que a Champs-Elysées. Uma decisão da época de Napoleão (ainda hoje em vigor) proibe a abertura de qualquer loja nessa rua.  É a avenida da esquerda, na foto.





67, Boulevard Lannes, 16ème, RER C Av Henri Martin - Edith Piaf viveu lá os 10 últimos anos de sua vida. Ver: Amores Célebres na França

67, Boulevard Lannes




79 (hoje 107) Boulevard Malesherbes - no quarto andar, de 1866 à 1870, viveu o escritor Alexandre Dumas (Os Três Mosqueteiros e o Conde de Monte Cristo). Seus endereços parisienses anteriores são: 112 rue de Richelieu (1864), 185 rue Saint-Honoré (1864-66), 70 rue Saint-Lazare (1865).


19 Quai de Bourbon, (ao lado) Ile St Louis, 4ème, Metrô Pont Marie - aqui viveu a escultora Camille Claudel. Ver: Amores Célebres na França





11 Rue Ampère - 17eme, Metrô Wagram. Alexandre Dumas Filho, escritor (A Dama das Camélias), viveu seus últimos dias (1895). Ver: A Dama das Camélias  


36, Av Georges Mandel, 16ème, Metrô Trocadero - endereço dos últimos anos de Maria Callas. Ver: Amores Célebres na França 




6, Boulevard de Clichy - 18eme, Metrô Pl de Clichy. Degas (pintor) viveu e morreu no 5e andar.


10 rue Jacques Bingen 17eme, Metrô Malesherbes - o escritor Guy de Maupassant morou nesse endereço de 1884 até a sua morte em 1889.  Antes (1882 a 1884) ele morou no número 83 rue Dulong.


114, Av des Champs Elysées - Morou Alberto Santos Dumont.



Rue de la Ferronnerie - 1er, Metrô Chatelet. Foi nessa rua que o Rei Henri IV foi assassinado por Ravaillac em 14 de maio de 1610 às 16 hs 15. Uma placa no chão mostra o lugar exato.



167 boulevard Malesherbes - Françoise Sagan, escritora, morou no 4e andar.


5 bis rue de Verneuil, 7ème, Metrô Solferino - o cantor e compositor Serge Gainsbourg viveu por mais de 20 anos, e aonde ele morreu em 2 março de 1991.


5 bis, Rue de Verneuil

55 rue Nollet - 17eme, Metrô Brochant. Max Jacob, poeta e pintor, morou em 1927-28 no hôtel Nollet.



15, Rue Meslay (hoje 46) - 3ème, Metrô Strasbourg St Denis. Nasceu Georges Sand (Albertini Aurore Dupin).  Ela morreu no Domaine George Sand (ver: Casas de Escritores na Região Centre



Rue des Moulins, 1er, Metrô Pyramides- No número 6 dessa rua, tinha um bordel chamado "La Rue des Moulins" ou "La Fleur Blanche" do qual o cliente mais famoso era Henri de Toulouse-Lautrec.


124 Avenue Victor Hugo16ème - foi nesse endereço que Victor Hugo, escritor (Oa Miseráveis) passou seus últimos anos, e não no 6, Place des Vosges, 4ème, aonde morou anteriormente e aonde hoje funciona o seu Museu. 

Última residência de Victor Hugo



Rue des Degrés - 2eme, Metrô Strasbourg St Denis. É a rua mais curta de Paris (5,75m de comprimento e 3,30m de largura). Aliás, não é uma rua, é uma escada de 14 degraus! Ela liga a rue de Cléry à rue Beauregard, perto dos Grands Boulevards






1, Rue du Dôme - 16eme, Metrô Kleber. Charles Baudelaire, poeta, morou lá de julho de 1866 até a sua morte em 31 de agosto de 1867. Seus outros endereços em Paris: 22 rue Beautreillis (1858-1859), hôtel de Dieppe, 22 rue d’Amsterdam (ainda existe) (1859-1864), hôtel du Chemin de fer du Nord, Place du Nord, 4 rue Louis-Philippe, à Neuilly (1860-1861)



Rue de Beaujolais - 1er, Metrô Pyramides. Foi local de prostituição nos séculos 18 e 19.  Colette morou no n°9 de 1938 até a sua morte.


Place de l'Hôtel de Ville: 4ème, Metrô Hotel de Ville. Ela se chamava Place de Grève até 1830 e foi local de várias execuções: o Conde de Montgomery (decapitado em 1574), François Ravaillac, (esquartejado em 1610), La Voisine (queimada viva em 1680), Damien, (esquartejado em 1757), Fouquier-Tinville, (guilhotinado em 1795)


Parvis de Notre-Dame - 4eme, Metrô Cité. No chão, em frente à igreja, está o Marco zero de todas as distâncias da França.



22 Rue de Bièvre : Nenhuma placa informa, mas  François Mitterrand morou lá.


9 Avenue Frédéric-Le-Play - François Mitterrand morreu em 1995 no apartamento que ele dividia com a sua amante Anne Pingeot.


Rue Santos-Dumont, 15ème. Essa rua tem um surpreendente alinhamento de casas idênticas. Georges Brassens (cantor) viveu lá de 1968 até a sua morte.




Square du Vert-Galant - 1er, Metrô Cité. Sob a Pont-Neuf, Jacques De Molay, mestre dos templários, foi queimado em 1314 sob a ordem de Philippe le Bel.



Rue de Vaugirard - 6eme, Metrô Rennes. No número 36, diante do Jardin du Luxembourg, pode-se ver um metro em mármore, de 1796, que foi colocado lá para habituar os habitantes do bairro a essa nova unidade de medida. A Rue de Vaugirard, que começa no Boulevard St Michel e termina na Porte de Versailles (XVème) é a via mais longa de Paris (4,36 km).





Place de la Concorde - 8eme, Metrô Concorde. 1.119 pessoas foram guilhotinadas durante a Revolução: Louis XVI, Marie-Antoinette, Charlotte Corday, Madame Roland, Philippe d'Orléans, a Condessa du Barry, Danton, Malesherbes, Lavoisier, Robespierre...


4 Rue de Rome - 17eme, Metro Rome. Foi aonde a grande comediante Sarah Bernhardt foi pega pela polícia em 1874, que escreveu no seu registo "cortesã" por causa das suas relações pagas com Gambetta, Ducasse e Remusat.


24 Boulevard des Capucines, 9ème, Metrô Opera. Endereço da cantora e atriz, Mistinguett.


 







Veja Também














Nenhum comentário:

Postar um comentário